O que é o clampeamento tardio do cordão umbilical

Guia Para Pais Sobre O
Clampeamento Tardio
do Cordão Umbilical

Após o nascimento do bebê, o cordão umbilical é clampeado e cortado. Isto pode ser feito imediatamente após o nascimento ou pode ser atrasado durante alguns segundos. O tempo de espera ideal para realizar o clampeamento do cordão não é consensual em diferentes grupos. O clampeamento tardio permite que parte do sangue contido no cordão umbilical e na placenta volte ao bebê. Alguns grupos esperam que o cordão deixe de “pulsar” para efetuarem o clampeamento e o corte do mesmo. Contudo, estudos demonstram que a maior parte da transferência de sangue do cordão umbilical para o bebê acontece durante os primeiros 60 segundos. Na comunidade médica os profissionais consideram clampeamento tardio quando este é realizado mais de 30 segundos após o nascimento do bebê.

O que dizem os grupos de profissionais médicos sobre o clampeamento tardio do cordão umbilical?

O American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG) recomenda que o clampeamento seja realizado entre 30 a 60 segundos após o nascimento para bebês prematuros (antes das 34 semanas). Esta recomendação tem por base a evidência clínica que demonstra que o clampeamento entre 30 a 60 segundos reduz as complicações associadas a bebês prematuros2. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o clampeamento seja feito após 60 segundos em todos os bebês de forma a compensar os diferentes níveis de nutrição em regiões diferentes do mundo3. Em Janeiro de 2017 a ACOG recomendou que o clampeamento do cordão deve ser feito entre 30-60 segundos em casos de gravidez com gestação completa4. Os benefícios imediatos para estes bebês são o aumento do volume de sangue e dos níveis de ferro. Os benefícios a longo prazo ainda estão sob investigação5. Os Pais devem incluir o tema do clampeamento tardio no seu plano de parto e discutir todas as possibilidades com o médico que acompanha a gravidez.

No cenário em que é realizado o clampeamento tardio do cordão , o sangue de cordão umbilical ainda pode ser armazenado?

Quando o parto acontece num hospital público que aceita doações de sangue de cordão umbilical para transplantes da rede pública, os pais devem perguntar qual a política do hospital relacionada ao clampeamento do cordão. Devido às doses elevadas exigidas nos transplantes atuais, a porcentagem de armazenamento de amostras de sangue de cordão umbilical em bancos públicos é baixa. Quando se opta pelo clampeamento tardio, a porcentagem de amostras de sangue de cordão com o número necessário de células diminui com o aumento do tempo de espera para realizar o clampeamento6. Por isso é necessário que os pais estejam informados que o clampeamento tardio do sangue de cordão umbilical poderá impossibilitar o armazenamento da amostra no setor público, devido a quantidade reduzida de células.

Como se pode combinar o clampeamento tardio do cordão com o armazenamento do sangue de cordão umbilical em contexto familiar?

Ainda que, via de regra, os bancos privados/famíliares aceitem armazenar amostras com volumes de sangue de cordão mais reduzidos, os pais devem saber que maiores volumes coletados estarão em melhores condições para assegurar uma eficácia terapêutica na maioria das utilizações em que o sangue de cordão pode ser utilizado. Os pais devem ponderar as suas prioridades individuais. Famílias que têm um filho mais velho que necessita de um transplante irão provavelmente dar prioridade à coleta do sangue de cordão com o maior volume possível em detrimento do clampeamento tardio. Outras famílias com partos de gestação completa e onde não seja necessária uma utilização imediata das células-tronco poderão decidir o que é mais importante: o clampeamento tardio ou a coleta de uma unidade com volume elevado. Resumidamente, é possível armazenar as células-tronco do sangue de cordão após o clampeamento tardio.



Devo continuar a considerar o armazenamento do sangue de cordão umbilical?

Se o meu bebê for prematuro, ainda devo considerar o armazenamento do sangue de cordão?

Sim, tanto o clampeamento tardio como o armazenamento do sangue de cordão umbilical são extremamente importantes para os bebês prematuros. Por um lado, o clampeamento tardio do cordão mostra benefícios claros para prevenir complicações em bebês prematuros nascidos antes das 34 semanas. Por outro lado bebês prematuros têm elevado risco de ter paralisia cerebral8 e há vários ensaios clínicos que usam sangue de cordão umbilical em crianças com esta e outras doenças relacionadas. Trabalhos de pesquisa têm demonstrado que a concentração de células-tronco é maior no sangue de cordão de bebês prematuros9. Por isso, mesmo uma pequena quantidade de sangue de cordão coletado poderá ter um valor terapêutico importante.

Qual é o tempo ótimo de espera para realizar o clampeamento de cordão no caso de desejar armazenar o sangue de cordão?

O tempo otimo para realizar o clampeamento ainda está sendo estudado5. O clampeamento deve ser longo o suficiente para permitir que um pouco do sangue de cordão volte para o bebê e ao mesmo tempo garantir que não seja tão longo a ponto de não permitir a coleta do sangue de cordão.

Estudos sugerem que um clampeamento 30 segundos após o nascimento irá cumprir ambos os objetivos na maioria dos casos1, 5, 6. É importante que os pais estudem todas as variáveis do seu parto conjuntamente com o médico que os acompanha devendo avaliar o risco de um parto prematuro e/ou a necessidade de armazenar o sangue de cordão para um irmão por exemplo.

Referências:
  1. Linderkamp Acta Paediatr. 1992; 81(10):745-50.
  2. ACOG Committee Opinion No.543, Dec. 2012, Timing of Umbilical Cord Clamping after Birth.
  3. WHO Guideline: Delayed Umbilical Cord Clamping.
  4. ACOG Committee Opinion, No.684, Jan. 2017, Delayed Umbilical Cord Clamping After Birth.
  5. Semple 2016.
  6. Allan et al. Transfusion. Mar 2016; 56(3):662-5.
  7. Nakagawa R et al, Transfusion 2004; 44:262-7.
  8. van Haastert et al. Pediatrics 2011; 159(1):86-91.
  9. Falcon-Girard et al. 2013; Cytotherapy 15(4): S21.



 

Linha do Tempo do Clampeamento Tardio do Cordão



This educational website was established to provide evidence-based medical information about delayed clamping of the umbilical cord after birth. This website is a project of The Parent’s Guide to Cord Blood Foundation - which is registered in the United States as a 501(c)(3) charity. Please visit ParentsGuideCordBlood.org to learn more about our organization and our mission.